Registrado os primeiros casos da variante indiana da ‘Covid-19’ no Brasil; Secretário faz alerta: ‘Digno de preocupação global’

A nova variante do coronavírus se tornou o grande algoz de toda a humanidade, o vírus da covid-19 vem ceifando vidas e mais vidas ao redor de todo o mundo, e agora todos estão enfrentando a segunda onda da doença, que veio ainda mais assustadora que a primeira. Uma crise na área da saúde tomou conta do país.

E agora uma nova notícia deixou todos os brasileiros alarmados com a situação, foi encontrada no Maranhão a variante indiana em várias pessoas, ao todo foram 6 infectados pela terrível variante. Vale reforçar, que a B.1.617, é uma das mais fortes e agressivas.

+  Morre de Covid-19 enfermeiro que ironizava vacina e a favor de tratamento precoce

Segundo informações essas pessoas estavam no navio MV Shandong da Zhi, que ficou atracado no litoral do estado. A notícia caiu como uma bomba na imprensa e trouxe pânico para a população. A notícia foi dada pelo próprio secretário estadual de Saúde e presidente do Conass, Carlos Lula.


Para quem não sabe, a Índia é o local com mais casos de infectados no mundo inteiro e sua situação está cada vez pior, o país no começo se negou a seguir os protocolos de segurança e agora vem enfrentando uma séria crise. Segundo informações, um dos contaminados teve de ser hospitalizado em um hospital particular.

+  Pesquisadores da Fiocruz, fazem descoberta alarmante sobre nova mutação do vírus aqui no Brasil

Ao todo, várias pessoas foram isoladas, pois apresentaram os sintomas da doença com a variante indiana, os tripulantes do navio se encontram isolados e não podem atracar no país, todas as providências estão sendo tomadas para que o caso seja resolvido o quanto antes. Ao todo mais de 100 pessoas tiveram contato com os tripulantes, e por conta disso eles serão acompanhados de perto.

+  Casal milionário fingem serem pobres para furar fila da vacina contra coronavírus

Carlos Lula chegou a ceder uma entrevista e destacou, “A variante já estava presente em 51 países e aqui na América do Sul só estava presente na Argentina. O Brasil acaba sendo o segundo país da América do Sul com confirmação da cepa”. Porém, vale ressaltar que a variante foi denominada como a mais grave de todas atualmente e vem preocupando o mundo inteiro.



PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário